Só as mães são felizes!

"O amor é intenso,único!Livre de cobranças, cheio de entregas!"

sábado, 29 de maio de 2010

O que seu filho vê?-Um olhar de uma mãe sobre PUBLICIDADE INFANTIL.

Postado por LUA às 18:14
Reações: 
1 comentários Links para esta postagem

         Em meio as minhas noite de insônia acabei achando um blog que falava de PUBLICIDADE INFANTIL, e convocava a todas as mães a falarem sobre isso.
         No primeiro momento achei meio complicado falar sobre o assunto e que não tinha ainda não me sentia capaz de levantar a questão e talvez nem uma opinião formada. Mas a idéia ficou rondando minha cabeça por um tempo e aí, curtindo essa tarde chuvosa com Malá, assistindo os tradicionais desenhos que ela adora, passou o comercial de uma boneca que ali dançava sozinha,dava piruetas e tinha uma inscrição como uma legenda "os movimentos são produzidos por computação gráfica"- Malá, com dois anos, e lógico incapaz de saber o que trazia a legenda, era hipnotizada por aquela propaganda, instantâneamente falou "-Mãe, compra pá mim?"- e aí a frase me fez imediatamente pensar no que eu tinha lido na noite anterior...
        Como profissional apaixonada pela Defesa do Direito do Consumidor, tenho minhas opiniões formadas sobre toda essa prática abusiva a volta de um consumo exacerbado e acho oportunos trazer o artigo 37 do CDC:
           "É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva.





        § 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.
        § 2° É abusiva, dentre outras a publicidade discriminatória de qualquer natureza, a que incite à violência, explore o medo ou a superstição, se aproveite da deficiência de julgamento e experiência da criança, desrespeita valores ambientais, ou que seja capaz de induzir o consumidor a se comportar de forma prejudicial ou perigosa à sua saúde ou segurança.
        § 3° Para os efeitos deste código, a publicidade é enganosa por omissão quando deixar de informar sobre dado essencial do produto ou serviço.",
           Como podemos observar o código já contempla a matéria protegendo-nos dessa massa que invade nossas casas todos os dias. Mas talvez seja preciso mais.Ainda não tenho informações concretas sobre um projeto de lei que possa tratar exclusivamente da publicidade infantil, mas acho que seria de grande valia, deixando bem claro que não é uma guerra contra o publicitario mas uma defesa mais do que somente ao consumidor, mas sobretudo a minha filha, e aos valores que pretendo que ela carregue consigo.
            A pequena Malá ainda é tão novinha para entender o que é real ou ficção, e não adianta eu tentar mostrar ou ensinar, ela vai querer a boneca que dá piruetas e pronto. Por outro lado, não quero ser radical e até desequilibrada em cortar a TV da vida dela, nem posso, pois ao meu ver seria "andar para traz", será remar contra a maré do desenvolvimento e esse não é o melhor caminho, ela precisa saber do que se passa lá fora e do que existe no mundo até para que possa se defender, e aí não estou falando apenas sobre a TV, mas em tudo na vida dela!Enquanto mãe fico sem saber como proceder, como agir, tentando evitar transformar minha filha "num monstrinho consumista", mesmo sabendo que isso é coisa da geração e aí eu me incluo nesta, porque já a minha geração é muito consumista, e leva a vida como se tudo fosse mais feliz se envolver compras, só que nós já passamos dos 20 e quem quiser que faça o que acha melhor da própria vida.O que me preocupa e acho  que ainda dá tempo de fazer a diferença é a cabeça dos pequenos e nos adultos que se tornarão.
           Apesar de não saber por onde começar acho que levantar a questão e falar sobre isso já é de grande valia.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Coisas de Mulher...

Postado por LUA às 18:52
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
E depois de fazer o blog de página de orkut, despejando todo o meu mau-humor e indignação com a vida,e essas coisas de mulher... é chegada a hora de voltar aos eixos,e aos objetivo do blog, e para esta retomada, achei um texto que retrata (tb), o que é a vida de mãe...


Coisas de Mãe


Se os filhos estão bem alimentados,


É ela que se sente satisfeita.
Se estão risonhos e felizes,
É ela que se pega sorrindo também.
Se estão de roupinha nova,
É ela que se sente bonita.
Se eles vão bem na escola,
Parece que o aproveitamento escolar é dela.
Se arranjam novos amigos,
É ela que se sente popular e querida.
Se viajam para novos lugares,
É ela que curte o passeio, mesmo ficando em casa.
A cada meta que atingem ou troféu que ganham,
É ela que curte a sensação de vitória.
Passa a gostar de rock,
Mesmo que antes não pudesse nem ouvir.
Passa a olhar com simpatia,
Os ídolos e os amores de seus filhos.
Passa a adorar cachorros,
Mesmo que antes só gostasse de gatos.
Desnecessário dizer o que ela sente,
Quando alguma coisa dá errado, porque, por tabela,
Ela sentirá em dose tripla,
Cada tombo,
Cada perda,
Cada rejeição,
Cada fracasso,
Cada desapontamento.
Tudo isto são...coisas de mãe !

(Fátima Irene Pinto 02.05.02)

terça-feira, 25 de maio de 2010

Explicações.

Postado por LUA às 20:15
Reações: 
2 comentários Links para esta postagem
       Bem, depois do post mal criado hj cedo, me sinto na obrigação de me defender das ideias que posso ter causado.
      De maneira nenhuma eu quis dizer que não sou ajudada, pois seria uma injustiça com muita gente, só quis dizer que é muito mais dificil do que se pensa, e quando estão na barriga tem muito mais gente do que depois que nasce, e essa é uma máxima que não se pode negar.
Por favor não achem que eu penso que alguem tem obrigação de ficar com a minha filha, pq eu sei que não tem, que essa obrigação é somente minha e de mais niguem, sempre fiz, sem reclamar, e com gosto...
     Só que pela primeira vez em 2 anos de Malá eu me senti sozinha.E aí juntou um tanto de coisa que eu não consegui dar conta...E fiquei meio revoltada comigo por não ter conseguido lidar com isso.Pela primeira vez na vida eu descontei em quem não devia(Desculpa Jociana!), confundi tudo e desabei.Descontei até no blog!!Desculpa pela "malcriação",gente!
Mas mãe tb é gente, também tem problema, e não são poucos!Peco tanto...vcs não sabem o qto...e me cobro mto,(mto) a cada erro, a cada  mancada não só com quem está a minha volta mas principalmente com ela que todos sabem que é razão da minha vida, e é tão novinha, que as vezes fica sem entender...
       Aff!Desculpa gente...

Cheia.

Postado por LUA às 13:47
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Hoje o post é curto, e bravo, e indignado, um aviso!!


Senhoras Mamaes de primeira viagem,principalmente as gravidas!!
Não se iludam com todas as promessas de que terão muita ajuda de todo mundo que te cerca, na barriga, todo mundo pode tudo!!!Quando tá pequeninho as coisas começam a mudar,e bastam crescer um pouquinho que vc vê que o embrulho é seu!!rsrsrs E o importante é contar com vc mesma, por mais que no fim vc esteja com os braços mortos,cabeça cheia e os olhos cheio de lágrimas...

sábado, 8 de maio de 2010

FELIZ DIA DAS MÃES!

Postado por LUA às 13:27
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Quem nunca achou que seu filho era o mais bonito?O mais inteligente?O mais capaz?
Qual mãe que nunca teve aquela sensação gostosa de ter orgulho das menores descobertas,
Ou das maiores conquistas?Sim, porque pra gente não importa o tamanho do que eles façam, o orgulho será sempre o mesmo!
É incomensurável o prazer de vê-los felizes, de tê-los conosco e saber que levarão com eles, para sempre, uma extensão de nós!Imagino a emoção de ser avó porque dessa maneira somos capazes de ter maior ainda a nossa extensão, e para aquelas que são: FELIZ DIA DAS MÃES EM DOBRO!
 Ser mãe é se cobrar por tudo:da alimentação á personalidade do filho, é achar que ninguém é melhor do que nós a todo momento da vida deles.
Ser mãe é descobrir um amor maior,maior que nós mesmas!É descobrir que somos capazes de TUDO por um sorriso, por um abraço...é ter nas coisas mais simples  uma felicidade sem tamanho,ou na lágrima: uma dor que pertence mais a nós do que a eles.
E hoje, desejo a todas essas mulheres plenas(porque sem dúvidas a maternidade nos faz plenas e realizadas pelo simples fato de merecermos ser chamadas de Mãe!), FELIZ DIA DAS MÂES, e que sejam pequenos ou grandes quem dá graça e brilho aos seus dias que continuem  se orgulhando por tudo que fizerem pois sem dúvidas esse orgulho, esse amor, é o que nos empurra para frente, é o que nos faz acordar de manhã e ver que a vida vale(muito)á pena!
LUANA(texto para homenagear as minhas amigas mães do Procon, mas estendido a todas as mães e com carinho as leitoras do blog!)

domingo, 2 de maio de 2010

Adoção,amor que transcende.

Postado por LUA às 19:29
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
       Acho que já comentei por aqui a minha vontade de um dia adotar uma criança.Acho que é um ato de amor maior.É algo que só quem tem coragem quem tem a capacidade maior de amar.Principalmente quando já se tem  um filho, porque quando a gente não tem, fica mais fácil, porque não vai correr o risco de comparar, o amor, o filho, de tratar diferente...
        Essa semana fiquei escandalizada com a noticia de uma procuradora que adotou ma criança de dois anos e mal-tratava a menina.(http://www.estadao.com.br/noticias/geral,mp-pede-prisao-de-procuradora-por-agressao-a-crianca,545331,0.htm)O que leva alguém adotar uma criança para chamar de "cachorra", de "vaquinha"...Ainda mais sendo ela uma procuradora!Me assustou.Até onde vai a maldade do ser humano?Qual era o propósito de adotar uma criança para maltratar?Para tratar pior que um bicho...
          Por outro lado também essa semana saiu na imprensa a noticia de que um casal homossexual teve o direito de adotar seus filhos que até então só tinha o nome de uma das mães,quando na verdade viviam como uma familia,e um dos fundamentos do Ministro Ayres Brito,do colegiado que julgou o recurso, foi que o bem-estar do menor tem que vir em primeiro lugar, e que existem tantas crianças precisando de carinho nos abrigos da vida, que aquelas crianças não poderiam ser privadas de uma vida melhor por um "pré-conceito"(http://www.portaleducacao.com.br/educacao/noticias/41129/casal-homossexual-ganha-na-justica-direito-a-adocao-de-dois-meninos)
         Acho que é um avanço!Acho que é muito válido, porque a maldade ou a bondade de alguém independe da preferência sexual, religiosa,condição financeira, e a todo momento a gente comprova isso,em casos como o da procuradora louca ou do casal homossexual que luta todos os dias para dar uma vida melhor a crianças que já nasceram com o destino tristemente marcado.

Para saber mais sobre adoção no Brasil: http://www.adocaobrasil.com.br/


Twitter

Followers

 

Só as mães são felizes! Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare