Só as mães são felizes!

"O amor é intenso,único!Livre de cobranças, cheio de entregas!"

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Onde começa minha autoridade e termina a dele.

Postado por LUA às 14:53
Reações: 
Ai meninas!!Hoje aconteceu uma coisa muito(muito) chata e eu, sinceramente não sei como desfazer.
Meu marido, que por acaso é pai de Malá!rsrsr!Hoje estava brigando com ela, se descontrolou e deu umas boas palmadas, eu assistindo aquilo, me enfureci!!!Arranquei ela dos braços dele e gritei com ele, tirando toda sua autoridade.Aff!!!Eu juro que eu tentei não fazer, desde que ele começou falando com ela, saí de perto, mas quando voltei e vi a cena..ah!!!!gente!!!Eu parecia uma leoa!E não pensei, que naquele momento eu tinha que ter contido o meu instinto, pq afinal ele é pai!Eu tinha que ter me segurado!Eu não podia ter tirado autoridade dele!Ah!!!!Mas não me aguentei!Eu que fico muito mais com ela, não faço isso!Tenho que admitir que ando na corda bamba e ainda não encontrei o melhor jeito de mostrar autoridade, pois com meu coração mole ela sempre acaba levando o que quer.Admito também que grito muito, o que acaba tirando toda minha autoridade, já que ela sabe que são só ameaças e que não vai passar daquilo ali.Mas daí a bater, ah!Não!Ela só tem 2 anos!Ela ainda não tem discernimento para entender o que se passa, que aquilo é uma punição mas que ele a ama..Sem contar que quando eu cheguei os olhinhos dela pareciam me perguntar "pq vc não me tira daqui?" e aí..já sabe! Meu coração mole falou mais alto.Não era uma surra.Mas eram palmadas que achei um exagero por se tratar de uma criança de dois anos...
Conclusão: Minutos depois, após soluçar muito no meu colo,ela ficou de mil amores com ele, e eu não sei o que fazer pra fazer ele voltar a falar comigo!Aff!Tenho que dar um jeito de reverter a situação e acho melhor começar assumindo o erro...apesar de ter certeza que persistirei no erro se acontecer de novo..,aff!!!

3 comentários:

Amanda Lima on 2 de julho de 2010 19:05 disse...

Também acho que palmada só em casos extremos, mas se tivesse feito o memso que tu, o Paulo(maridão e pai da Gabi) com certeza ficaria uma semana sem falar comigo...
Se for assim agora, daqui uns tempos ela vai usar a tática de perguntar pro pai e se ele dizer não, pedir pra mãe pois ela deixa...Mesmo com dois anos tenho certeza que a Malá entende MUITO, tanto que depois da briga ela ficou amorosa com o pai...
Quando brigamos com a Gabi ela vira só amores, dá beijos, abraços e afins...els são muito mais espertas do que a gente pensa, então acho que tá na hora de vc pensar em ser mais dura com as coisas erradas que ela faz, pois quanto maiores mais difícil para colocar limites!

Beijos!

LUA on 2 de julho de 2010 19:51 disse...

Ai!!!!Nem me fala Amanda!!!EU vivo pensando sobre isso!!!Já até postei sobre essa coisa do limite por aqui...mas acho que tenho mais essa batalha pra enfrentar...aff!

Chris Ferreira on 5 de julho de 2010 15:41 disse...

Oi Luana,
toda a teoria diz que devemos respeitar a autoridade do parceiro na frente dos filhos, que se não concordamos com uma atitude devemos falar depois, etc... Só que não dá para ser teórico o tempo todo. Não dá para ver algo que não concordamos e nos controlarmos sempre. E mãe é assim mesmo, defende a cria, né?
Bom que já vi no outro post que está tudo certo.
É assim mesmo, a gente erra e deposi acerta.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Twitter

Followers

 

Só as mães são felizes! Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare